St. Pauli x Hamburgo - um derby quente dentro e fora de campo

Como todos sabem, pela primeira vez na história, o Hamburgo SV foi rebaixado para a 2. Bundesliga. Se isso já não fosse tragédia o suficiente, a equipe não está tendo todo o desempenho esperado, e briga ponto a ponto pelo acesso. Atualmente ocupa a terceira colocação, o que daria a chance da equipe do norte jogar o Playoff de acesso contra o 15º colocado da Bundesliga.

Quem briga ponto a ponto com o Hamburgo pela terceira colocação, é o St. Pauli que ocupa o quarto lugar, eterno rival da equipe campeã europeia em 1983. O St. Pauli sempre foi conhecido como o segundo time da cidade de Hamburgo, e juntos, as equipes fazem o chamado Hamburg Stadtderby, um dos mais quentes da Alemanha, que acontecerá nesse fim de semana no estádio do St. Pauli, o Milerntor Stadion e apenas pela segunda vez na história, será válido pela 2º divisão alemã.

Imagem relacionada

A rivalidade é extremamente quente, e segundo a polícia alemã, é o mais violento do país. Historicamente, o campeonato alemão, antes da formação da Bundesliga, era regionalizado, e fazia com que esses confrontos fossem mais recorrentes, antes de 1963. Todos os duelos antes da segunda guerra mundial foram vencidos pelo Hamburgo, e o St. Pauli teve seu primeiro grande feito contra o rival somente em 1947, 30 anos após sua fundação, quando ganhou o campeonato regional sobre o Hamburgo. Novamente nos anos 1950, o Hamburgo venceu quase todos os jogos, e somente em 1960 o time do St. Pauli conseguiu vencer novamente. Entretanto, após a criação da Bundesliga, as duas equipes tomaram rumos completamente diferentes. Enquanto o irmão rico, Hamburgo, subia e melhorava, o St. Pauli ia caindo, tendo que se habituar com divisões inferiores, fazendo com que os confrontos se tornassem cada vez mais raros.

O "dinossauro", como é chamado o Hamburgo detém vantagem nos confrontos diretos, com 59 vitórias, 19 derrotas, além de 15 empates. Além dos confrontos diretos, o Hamburgo é um dos maiores clubes da Alemanha, tendo conquistado o título da Champions League em 1983 e 3 vezes a Bundesliga em sua era morderna. Seus fãs notavelmente fanáticos e conservadores, se orgulhavam do fato do clube nunca ter sido rebaixado, fato que ocorreu na temporada 17/18.

Imagem relacionada

Já o St. Pauli não é tão conhecido por seus feitos dentro de campo, mas se destaca-se por sua torcida. Os fãs são extremamente o oposto do rival, já que se alinham fortemente à esquerda e fazem com que o clube fique conhecido internacionalmente por seu posicionamento frente a questões sociais, de imigração e forte ativismo contra o preconceito e discriminação de minorias. Esse fenômeno começou na década de 80, com a mudança da sede do clube para um bairro jovem na cidade (Reeperbahn) de Hamburgo, o que fez com que o clube se tornasse um fenômeno "cult" no mundo todo.

Resultado de imagem para st pauli fans antifa

Seus torcedores passaram a adotar como símbolo, a bandeira pirata, a famosa caveira com ossos cruzados. Além disso, a torcida realizou um processo de banimento em seu estádio de todos os torcedores e clubes que fossem adeptos ao nazismo, o que aumento em quase 20 vezes a média de público do clube e fez com que se tornasse famoso em todo o mundo. Outro fato que chama a atenção, é a presença da torcida organizada no clube, difundida em 5 continentes e que se encontra regularmente com a diretoria para discutir os rumos da equipe. A equipe ainda ficou famosa por puxar uma campanha com o objetivo de arrecadar água para as crianças cubanas.

Resultado de imagem para st pauli fans antifa

Outra notoriedade, é que a equipe é a que mais cultiva o rock n' roll na Alemanha, e talvez no mundo, já que é comum ver torcedores levando guitarras e amplificadores ao estádio e tocar músicas durante os jogos. Um fato que comprova esse cultivo ao rock, é que o time entra em campo nos jogos em casa ao som de Hells Bells, da banda australiana AC/DC. Portanto, se dentro de campo o clube decepciona, a equipe é amada por seus fãs justamente por sua história fora dele, pois além desses fatos citados, a torcida ajudou mais de uma vez o clube a escapar da falência, comprando pedaços simbólicos do gramado e comprando souvenir da equipe na loja do clube.

Imagem relacionada

Então, se o derby não chamar sua atenção pelo futebol jogado dentro das quatro linhas, vale a pena pelo menos acompanhar o show garantido nas arquibancadas, e saber a história de um dos jogos mais importantes da Alemanha, e que carrega uma história digna dos grandes clássicos no mundo.

Postar um comentário